30 junho 2014

Fazendo graminha para o Gato (Grama de gato) com milho de pipoca


Eu já tinha falado aqui que os gatos comem plantas, também explicando o porquê disso (se não viu clique aqui). No mesmo post também mostrei algumas graminhas que só basta comprar e regar para que uma planta cresça e o animal desfrute dela. Mesmo sendo uma alternativa legal e higiênica, se torna um pouco cara para quem quer comprar muitas ou para quem tem muitos bichanos. Comecei a procurar alguma alternativa barata, então foi aí que caí no blog Louca dos Gatos. Além de conter postagens super interessantes (recomendo dar uma passada lá), também mostra uma alternativa super barata para quem quer disponibilizar uma graminha para seu animal. 

É uma alternativa ótima, pois além de [muito] barata, é super fácil de ser produzida. Aliás, vamos aos ingredientes materiais?


  1. Um recipiente para servir de vaso para colocar a planta. Nesse caso os custos podem ser variados, pois todo tipo de recipiente pode ser um vaso, até uma garrafa pet cortada pela metade. No meu caso eu usei um pote de doce de leite. Higienizei (coisa óbvia e que eu não preciso falar que é essencial fazer não é mesmo?!) e depois pintei o lado de fora. Aqui o custo é "zero" caso você pegue um recipiente que já tenha, mas se você quiser, pode comprar um vaso de barro, que custa aproximadamente uns 3 à 5 reais (tamanho médio);
  2. Terra adubada. Eu comprei a terra numa casa de plantas (?) por R$2,00. Esses dois reais foram bem gastos, pois vem aproximadamente 1Kg de terra adubada e dá para muitas plantagens. Você também pode encontrar a terra em lugares que vendem produtos agrícolas. Ah, e nada de pegar aquela "terra de qualquer lugar", até porque além de não funcionar bem, é anti-higiênico.
  3. Água. Aqui não é preciso falar muita coisa, apenas que a água ser apropriada para se regar uma planta. Tem gente que pega a água que sobrou daquela lavagem de roupas (estranho né?!), então nada de fazer isso! Hahahaha;
  4. Grãos de milho. Há lugares que vendem de acordo com a necessidade do cliente (você escolhe a quantidade), mas ao menos no supermercado que fui, encontrei apenas um pequeno saco de grãos de milho que custa R$3,50. Vem vários grãos, ou seja, dá para se fazer várias "carradas" de plantas. Aliás, se você não sabe qual é, esse é aquele mesmo milho que você faz pipoca de panela (não vale de microondas viu? Rum u_u);
Juntando todos os gastos e uma certa variação no preço dos materiais, você não gastará mais que R$15. E o melhor é que você pagará R$15 e dará para fazer muitas graminhas, dependendo do tamanho do recipiente, claro.

O modo de fazer é beeeeem simples, acho que nem era preciso eu colocar aqui. Mas como sou muito legal... :-)

  1. Pegue o recipiente e higienize-o.
  2. Coloque um pouco de terra até cobrir metade do vaso.
  3. Com metade do vaso coberto, coloque os grãos de milho.
  4. Cubra com terra, pressione um pouco, e regue. Aliás, recomendo regá-la no mínimo de dois em dois dias, de forma com que o vaso não fique encharcado.
  5. Espere a planta crescer Hahahaha.
Agora entendeu o "nem era preciso eu colocar aqui"? É muito, MUITO simples. E o melhor é que no final vão nascer graminhas saudáveis e bem verdes. Dá até pena de dar para o gato destroçar comer.

O crescimento da planta é BEM emocionante, sério. Eu mesmo adorei acompanhar, toda vez que via uma graminha saindo da terra eu corria pra contar a minha irmã hahahahaha. Aliás, falando no crescimento, eu fiquei tão vidrado nele que rendeu algumas "curiosidades":

  • A primeira folha de grama apareceu quatro dias após eu plantá-la. Ela continuou crescendo continuamente até as outras começarem a aparecer apenas 1 dia depois;
  • Em menos de duas horas após a primeira folha aparecer, ela cresceu 2 milímetros;
  • O crescimento durou aproximadamente 6 dias;
  • Ela não necessita de contato direto com a luz do sol, basta colocar em um lugar claro (sombra) e com corrente de vento (não pode ser um lugar fechado).
Aaah sim, eu fiz um vídeo resumindo tudo que falei acima. Como bônus, mostrei o crescimento da planta <3. Veja abaixo:



Links das postagens do "Louca dos Gatos" aqui e aqui.
1 comentários Postado por Jansen Barros
11 abril 2014

Gatos por aí #14


É 2014, e vamos com o primeiro "Gatos por aí" do ano (e 14º da série de fotos). \õ/

As fotografias tiradas são de um simpático gato que encontrei perto da casa que fiquei durante o carnaval. Aí você se pergunta: "Ué Jansen, tanto tempo assim para postar as fotos?". É que tá faltando duas coisas chamadas "tempo" e "organização" se juntarem na minha vida, mas até lá, fico aqui com minha procastinação.


Confesso que para poder chegar no gato, pera, vou mudar as palavras porque tá estranho hahahaha Para poder chegar no bichano foi meio complicado, até porque ele é daquele tipo de animal que "não sabe se vai ou não". Depois de muito "insistir", ele veio até mim, com um carinho imenso. Tanto carinho esse que na hora de se despedir ele deixou aquele "não sabe se vai ou não" de lado e veio atrás de mim! Eu, como vocês sabem, não resisti e fiquei mais tempo :3

Vamos às fotos:

          

          

          


P.S.: essas fotos foram tiradas com um iPhone 5s (finalmente troquei meu celular, hahaha) e foi usado os aplicativos Snapseed (iOS/Android), VSCO Cam (iOS/Android) e Afterlight (iOS) na edição das fotos.
0 comentários Postado por Jansen Barros
18 fevereiro 2014

Animais domésticos agora podem portar de passaporte para viajar


Não é muito comum ver por aí, mas muitas pessoas costumam viajar com seus cães e gatos, seja dentro ou para fora do país. Claro que os donos desses animais precisam portar de seu passaporte, mas a partir de agora, eles também poderão optar por um passaporte para seu animal. 

Segundo a publicação do Diário Oficial da União, todo dono poderá optar por portar o documento com as informações do seu animal a fim de garantir mais agilidade e segurança zoossanitária na liberação da entrada e saída dos animais no país. O passaporte para trânsito de cães e gatos terá como informações obrigatórias: nome e endereço do dono do animal; nome, espécie, raça, sexo, pelagem e data estimada de nascimento; descrição do gato/cachorro; dados de vacinação e exame clínico fornecidos por médico veterinário; e um micro-chip com informações do animal.

Capa do documento
Para solicitar o documento, o dono precisará da carteira de vacinações do animal, e também de um atestado de saúde emitido por um veterinário, e o animal precisará ter, no mínimo, dois meses de vida. O reconhecimento não será pela pata, e sim por um micro-chip do tamanho de um grão de arroz colocado sob a pele do animal, sendo o mesmo portado de um número/código identificador e de todas as informações do animal.

Além do português, o documento também poderá ser expedido em espanhol e inglês, e poderá ser utilizado apenas nos países que aceitem o passaporte sendo "responsabilidade do proprietário do animal verificar, antes da viagem, a aceitação do Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos e as exigências sanitárias do país de destino do animal". Caso o país de destino não aceite o passaporte, poderá ser necessária a emissão do Certificado Veterinário Internacional pelas Unidades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A medida entrará em vigor dia 22 de fevereiro e o documento será emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) 30 dias após a solicitação, que pode ser feita em Unidades do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) localizadas em portos, aeroportos, postos de fronteira e aduanas especiais.

Para mais informações, visite o site do Ministério da Agricultura clicando aqui.
0 comentários Postado por Jansen Barros
10 janeiro 2014

10 motivos para pessoas que não gostam de gatos, passar a amá-los

Tem gente que não gosta de gatos (oi?????), e para isso há uma bela forma de ver se essa pessoa passa a gostar: mostrando essa lista do Lista10.org que mostra 10 motivos para quem não gosta de gatos passar a gostar. E olha, cada um mais engraçado que o outro (se bem que alguns, se não todos, podem até ser verdade). Confira:

1. Gatos são higiênicos, provavelmente até mais do que você.


2. Uma simples caixa já é o suficiente para eles transformarem numa casa;




3. Gatos são educados na hora de comer e beber água.





4. Gatos são ótimos companheiros.




5. Gatos realmente acham que tem sete vidas.



6. É possível cães e gatos se amarem.



7. Gatos te amam, mas não gostam de demonstrar toda hora.



8. Gatos não são falsos! Quando não querem uma coisa, eles não fazem só para te agradar.



9. Eles são capazes de fazer coisas que você jamais imaginou.



10. Esse gato não aguenta mais o preconceito de gente que acha que gatos são ruins.



Ei, você que não gosta de gato, aprendeu?? hahahaahaha
0 comentários Postado por Jansen Barros
31 dezembro 2013

Feliz 2014!



Eu te desejo um ótimo ano e que tudo de bom que tenha acontecido em 2013, aconteça em dobro em 2014 para você! Um ótimo ano e que você continue a acessar ao Gato Duplo e que eu consiga voltar ao ritmo de postagens que tinha antes
0 comentários Postado por Jansen Barros